© 2019 • ARMAZÉM AÉRIO • Todos os Direitos Reservados • Lisboa, Portugal • armazemaerio@gmail.com

Resolução de Conflitos  Termos & Condições • Política de Privacidade Política de Cookies

  • armazemaerio@gmail.com
  • tlm EDSON
  • tlm MICHAEL
  • facebook
  • messenger
  • youtube
  • instagram
  • flickr

A Pele que há em Mim! 

Espetáculo Presente no Festival Miteu

Mostra Internacional de Teatro Universitário de Ourense - ESPANHA

Direcção Artística de EDSON CARVALHO

 

ESTREIA em Lisboa
no Teatro da LUZ a 
10 MAIO 2019 às 21h00

“A Pele que há em Mim!” é um espectáculo que une a dança às acrobacias aéreas, duas superfícies que se tocam e constroem outras.
Essa superfície tão próxima do nosso corpo expande-se e alarga-se para o espaço à nossa volta. São tantas as diferenças que nos unem... que a pele que há em mim também há em ti. 

 

A pele é um conjunto de sensações, independente da cor e da forma e dentro desta “pele que há em mim” há espaço para todos, inclusive a pele que à partida “não é a ideal”. A inclusão é necessária, assim como a nossa pele. Por isso, que venha a pele com trissomia 21, a pele autista, a pele com paralisia cerebral, a minha e a tua pele. O circo sempre foi inclusivo, a arte sempre foi inclusiva, a nossa pele é inclusiva.

Espetáculo a apresentar no Festival MITEU (Mostra Internacional de Teatro Universitário de Ourense - Espanha) a 30 de Abril de 2019.

GRUPO 

Armazém Aério • DANCE 21+

AUTOR E DIRECTOR ARTÍSTICO

Edson Carvalho

INTEGRANTES

Alba Nuñez • Ana Monzêlo • Afonso Boura • António Morgado • Deborah Pereira • Diana Silveira • Joana Cruz • Joana Leão • Lea Fuchte • Luis Pézinho • Pedro Martins • Ralph Michael • Ricardo Magalhães

ESTREIA em Portugal

10 de MAIO de 2019 • Teatro da Luz  • 21h00

AA _ Dance21+_ pele-que-ha-em-mim.gif
Miteu.png

entretanto nos MEDIA

O Espectáculo A Pele que há em Mim! foi apresentado no Festival Miteu, Mostra Internacional de Teatro Universitário de Ourense, em Espanha, no dia 30 de Abril e o Jornal La Voz de Galicia fez eco desta performance.